Os que Sonham...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Anjo Negro


De cima do penhasco,
Admiro a Lua que
Com toda sua beleza e esplendor
Entorpece os meus sentidos.

Ajeito minhas asas
E parto para o vôo.
Anseio voar bem perto dela
Banhar-me em sua Luz cor de prata
E fazer-lhe companhia.

Vencida pelo cansaço
Volto ao penhasco, me curvo aos teus caprichos
E ponho-me a apenas desejá-la.

Inatingível és tu, poderosa Lua.

Peço apenas que ilumine a minha alma obscura
Deixe-me banhar minhas asas negras em teu brilho glorioso.
Faça-me Anjo Negro de Luz, que como tu, possas brilhar
Até mesmo na solidão.

Nina Linhares

Postar um comentário