Os que Sonham...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Abstinência



Submersa. É assim que eu me sinto. 
São Tantos sentimentos misturados aqui dentro do peito, que estão me sufocando.
Essa espera angustiante, essa agonia diária por tão pouco me prende no fundo como se fosse uma âncora.
Eu peço; choro, e até mesmo imploro, mas as coisas não saem do lugar, eu não chego a lugar algum. E eu continuo aqui me debatendo, lutando por um pouco de ar.
E nesse desespero louco de salvar-me , me apego a situações que mal consigo distinguir e acabo sendo puxada para o centro de um redemoinho de emoções. Perco o equilíbrio.
É preciso renunciar, eu sei. E esta é a única saída para que eu possa voltar à superfície totalmente inteira. Mas fecho os olhos e não consigo me imaginar sem o pouco que você me dá. Esse pouco não é suficiente para me manter viva embaixo deste Mar revolto. E os sentimentos de desapego e dependência entram em conflito e  invadem meus pulmões como água, pressionam o meu coração e tiram os meus sentidos. 
É a loucura tomando conta de mim. Sinto que vou explodir. 
E é desta explosão que eu tenho medo.

Nina Linhares
Postar um comentário