Os que Sonham...

terça-feira, 14 de junho de 2011

A canção





Caminho em direção ao mar.
Cabelos ao vento, um leve sorriso no olhar.
O vai e vem das ondas são como
as lembranças que insistem em voltar.
Pensamento voa como a ave em busca do alimento.
E o barulho do mar soa como uma bela canção.
E a saudade que toma conta do meu ser. 
É como uma saudade de um tempo que ainda não passou.
As batidas do meu coração dão ritmo à canção
e as notas, espalham-se ao vento.
Fecho os olhos e sussurro a canção que ouço.
A canção que sonho.

 Amar, amar, a maré
Maré de lembranças
Que vão e que vem
Que me traz esperanças,
Mas que as tiram também.
Amar, amar, a maré.
Tem o gosto das minhas lágrimas.
Tem a força de minha fé. 

Mar sagrado ouça minha voz
Ouça meu coração.
Traga o meu amor
Através desta canção.
Pensamentos que vão
Pendurados nas notas que viajam no vento
Contem ao meu amor.
Falem da minha saudade,
falem do meu tormento.

E o vento que volta conta-me um segredo.
Ele diz baixinho:  
_Moça. Não tenhas medo.
O dia passa e o sol se põe.
E a noite o teu amor vem.

Meu sorriso se abre e canto baixinho.

Amar, amar, a maré
Maré de lembranças
Que vão e que vem
Que me traz esperanças,
Mas que as tiram também.
Amar, amar, a maré.
Tem o gosto das minhas lágrimas.
Tem a força de minha fé. 
Postar um comentário