Os que Sonham...

terça-feira, 19 de julho de 2011

O infinito


As horas parecem infinitas, assim como o mar diante dos meus olhos. Minha alma reflete as ondas que molham os meus pés, fazendo sumir a areia sob eles.
É assim que me sinto neste momento, e mesmo que as horas se arrastem, vejo a minha vida sumir sob meus pés, a vejo passar diante de meus olhos como vento, fazendo dançar meus cabelos.
O desejo de entrar no infinito é tentador. Entregar-me a este mar, assim como me entreguei a você.
Mas a grande diferença é que no mar, eu vejo vida, e em você eu vi o fim. E aqui, observando estas nuvens, tão cinzas como minha alma. Diante deste horizonte que convida, e apesar de você, eu não consigo me sentir solitária.
Aqui, percebo a perfeição de Deus e suas obras.
Nada sob este céu desiste de viver por estar sozinho, então porque eu desistiria?
Sempre vai existir uma razão, uma força que nos traga vida.
Para um dia chuvoso como hoje, existirá um raio de sol.
Para o mar, existirão todas as criaturas que dependem dele.
Para o horizonte, existirá o arco-íris, que nos faz sonhar, e para mim, existe um ser infinito que é Deus e que me deu este dom de ver e sentir todas estas belezas, que me trazem sensações que ninguém pode tirá-las.
E você ... Quem é você mesmo?
                  

Projeto Suas Palavras

14ª Edição Sentidos.

Postar um comentário