Os que Sonham...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

O Vazio




O vazio do mundo está no oco profundo
De sentimentos sem sentido.
Nós atados na esperança de recuperarmos
As lembranças perdidas.


CORAÇÃO
OCO
VAZIO

Almas obscuras,
Corações com rachaduras
Preenchidas pelo vazio.
Saudades não esquecidas.


ALMA
FRIA
PERDIDA

Desejos calados de amores não revelados
Prantos sem Voz,
Gritos mudos, perdidos no infinito.
Sufocados pelo tempo.


GRITOS
IGNORADOS
SUFOCADOS

O vazio é feito de memórias dispersas
É o tudo do nada,
O nada do tudo,
É o dilema entre o SIM e o Não.

Nina Linhares
Postar um comentário